Democratização da telemedicina no Brasil como forma de mitigar os problemas de saúde

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Democratização da telemedicina no Brasil como forma de mitigar os problemas de saúde”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

INSTRUÇÕES PARA A REDAÇÃO
•    O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
•    O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em ate 30 linhas.
•    A redação que apresentar copia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.
Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
•    Tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada “texto insuficiente”.
•    Fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
•    Apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

TEXTO 1

LEI Nº 13.989, DE 15 DE ABRIL DE 2020
Dispõe sobre o uso da telemedicina durante a crise causada pelo coronavírus (SARS-CoV-2).
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA
Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º Esta Lei autoriza o uso da telemedicina enquanto durar a crise ocasionada pelo coronavírus (SARS-CoV-2).
Art. 2º Durante a crise ocasionada pelo coronavírus (SARS-CoV-2), fica autorizado, em caráter emergencial, o uso da telemedicina. Parágrafo único. (VETADO).
Art. 3º Entende-se por telemedicina, entre outros, o exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção de saúde.
Art. 4º O médico deverá informar ao paciente todas as limitações inerentes ao uso da telemedicina, tendo em vista a impossibilidade de realização de exame físico durante a consulta.
Art. 5º A prestação de serviço de telemedicina seguirá os padrões normativos e éticos usuais do atendimento presencial, inclusive em relação à contraprestação financeira pelo serviço prestado, não cabendo ao poder público custear ou pagar por tais atividades quando não for exclusivamente serviço prestado ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Diário Oficial da União

TEXTO 2

A Telemedicina é a modalidade online utilizada para cuidar dos pacientes a distância, troca de informações entre profissionais de saúde e análise de resultados de exames. Os principais processos da telemedicina são: Teleconsulta, Telemonitoramento, Telediagnóstico, Telelaudos e Telecirurgias.
Durante muito tempo, a medicina funcionou dentro de um mesmo padrão: o paciente agenda uma consulta, vai até o consultório e é atendido pelo seu médico. Nos últimos anos, contudo, desde o início da revolução tecnológica, mudanças começaram a alterar os pilares da saúde, entre eles, a telemedicina.
Essa tecnologia amplia a oferta de serviços clínicos em situações em que profissionais da saúde e pacientes estão distantes um do outro. Além disso, em caso de dúvidas ou necessidade de uma segunda opinião, o profissional pode pedir ajuda de outro especialista via videoconferência, áudio, telefone ou e-mail — sem obstáculos na comunicação.
Com o avanço do acesso à internet e a praticidade das tecnologias adjacentes, essa opção tem tudo para se tornar cada vez mais viável e presente em clínicas e hospitais brasileiros. Alguns obstáculos, todavia, impedem a sua atuação no país.

Fonte: Conselho Federal de Medicina

TEXTO 3

TEXTO 4

Você pode gostar de

Deixe um comentário