Desafios para reverter o quadro de moradores em situação de rua no Brasil

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Desafios para reverter o quadro de moradores em situação de rua no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Texto 1

Veja como ajudar moradores de rua em dias de baixas temperaturas
Durante o inverno, a população em situação de rua é uma das que mais sofre. Nessa época do ano, infelizmente é comum aparecer casos de mortes por conta das baixas temperaturas. Se você gostaria de ajudar, mas não sabe como, não se preocupe: não é tão difícil assim.    Em São Paulo, a Coordenadoria de Pronto Atendimento Social é responsável por auxiliar moradores de rua, levando-os para abrigos sociais. O serviço funciona 24h por dia e pode ser acionado através do telefone 156. É preciso informar o endereço da via em que a pessoa está, com número (pode ser aproximado) e pontos de referência. Também é importante citar as características físicas do morador de rua e detalhes da roupa. Caso você não queria se identificar, é possível fazer a ligação de forma anônima.

Os moradores de rua que procurarem os serviços de atendimento espontaneamente são abrigados e, em caso do local já estar cheio, recebem um primeiro atendimento para proteção contra o frio e são direcionados para outro abrigo social que tenha vaga. A Prefeitura de São Paulo conta com um plano de atendimento que funciona diariamente, que é reforçado em casos de noites com temperatura menor que 13˚C.

 

Disponível em: https://www.metrojornal.com.br/foco/2018/07/10/veja-como-ajudar-moradores-de-rua-em-dias-de-baixas-temperaturas.html

 

Texto 2

Texto 3

Número de moradores de rua registrados em centro de apoio cresce 25% em 2018 em Varginha, MG
Cidades do Sul de Minas buscam formas de apoio aos moradores em situação de rua. Alojamentos oferecem alimentação e estadia.
O número de moradores em situação de rua tem crescido em cidades da região. Em Varginha (MG), o centro de apoio que acolhe pessoas sem teto registrou um aumento de 25% na procura por atendimento. O número representa os atendimentos de janeiro a junho de 2018. São 80 moradores cadastrados na prefeitura. Em Varginha, muitos estão concentrados em pontos específicos, como o estacionamento da rodoviária, onde um grupo montou uma espécie de alojamento. Os moradores contam com doações de alimentos de usuários da rodoviária e demais pessoas.

Um deles, que não quis ser identificado, contou à equipe de reportagem da EPTV, afiliada da Rede Globo, que chegou à cidade há 15 dias em busca de trabalho e não conseguiu. “Eu vim, achei a rodoviária como apoio e fiquei. Fiquei na rodoviária, o pessoal até que ajuda”.    O Centro de Referência Especializado para população em situação de rua da prefeitura dá direito ao acompanhamento psicológico, alimentação e lavagem de roupas. Também é possível retomar o convívio social e familiar. “Uma das ações do centro é tentar restabelecer esse vínculo, ou fortalecer mesmo, pra ser um apoio, uma direção pra gente nas ações que são desenvolvidas com cada usuário”, explica a coordenadora.    No Brasil, segundo o último dado divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, eram quase 102 mil moradores. Pelo menos 60% deles estão nas pequenas e médias cidades.    O número de migrantes tem crescido e muitos acabam nas ruas. “O fluxo migratório é produto do desemprego, em função da crise econômica que nós estamos atravessando. Se você simplesmente dá o café, comida e bebida, você não resolve o problema”, explica o secretário de habitação e defesa social, Francisco Graça Moura.

 

Disponível em: https://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/numero-de-moradores-de-rua-registrados-em-centro-de-apoio-cresce-25-em-2018-em-varginha-mg.ghtml

Você pode gostar de

Deixe um comentário