Os efeitos da falta do autoconhecimento na era digital

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Os efeitos da falta do autoconhecimento na era digital”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Texto 1

O autoconhecimento, segundo a psicologia, significa o conhecimento de um indivíduo sobre si mesmo. A prática de se conhecer melhor faz com que uma pessoa tenha controle sobre suas emoções, independente de serem positivas ou não. Tal controle emocional provocado pelo autoconhecimento pode evitar sentimentos de baixa autoestima, inquietude, frustração, ansiedade, instabilidade emocional e outros, atuando como importante exercício de bem-estar e ocasionando resoluções produtivas e conscientes acerca de seus variados problemas.

Toda pessoa possui o refúgio dos seus recursos pessoais, mas esse pode ser acionado de forma a não se desgastar se houver o controle das emoções ou ainda ser utilizado de forma a obter futura recomposição. Ela também consegue permanecer equilibrada em casos de fatores externos como críticas, perda de emprego, término de relacionamento e outros que vulneram o emocional. O conhecimento de si próprio não dá prioridade a opiniões ou respostas e sim estimula seus fatores positivos a detectar os negativos a fim de modificá-los favoravelmente.

Pode-se buscar o autoconhecimento a partir da detecção dos defeitos e qualidades, sendo esses externos (corporais) e internos (emocionais). O equilíbrio entre os fatores internos e externos deve ser buscado para que não haja espaço para manipulação e fragilidade. Também pode haver reflexão de vida, analisando o comportamento obtido até então e as atitudes tomadas para que se consiga detectar maus atos e comportamentos, a fim de que não mais ocorram.

Por Gabriela Cabral

DANTAS, Gabriela Cabral da Silva. “Autoconhecimento”; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/psicologia/autoconhecimento.htm. Acesso em 26 de maio de 2020.

 

Texto 2

 

Disponível em: http://spinorbitalatomico.blogspot.com.br. Acesso em: 10 jan. 2020.

 

Texto 3

A CARÊNCIA POR TRÁS DAS SELFIES

Postar autorretratos na Internet sugere busca pela aprovação do outro.

Na busca por aprovação, atenção e reconhecimento, postamos fotos que, de alguma maneira, acreditamos que suprirão nossas necessidades afetivas. (…) O vazio que você tenta preencher com uma selfie não será suprido pela quantidade de visualizações que a foto recebeu, pois essa satisfação só se dá internamente. É claro que uma selfie ou outra não faz mal a ninguém, não é mesmo? O que devemos é evitar o excesso. Afinal, nada em excesso é lá muito saudável. Como sempre, aperto na tecla da consciência e autoconhecimento. Consciente de si e de suas escolhas, não há certo ou errado, apenas caminhos diversos pelos quais você pode optar.

Por LUISA RESTELLI.

Texto ADAPTADO. Disponível em: https://www.personare.com.br/a-carencia-por-tras-das-selfies-2-m5527.

Você pode gostar de

Deixe um comentário